ALPHA SOCIAL

Projeto Hamburgada do Bem atende comunidades carentes

Criada em 2015, ONG já ajudou mais de cem mil crianças

Por: Larissa Martin
04/05/2021 - São Paulo

Projeto Hamburgada do Bem atende comunidades carentes

O projeto Hamburgada do Bem tem como objetivo levar hambúrgueres, diversão e informação a comunidades carentes desde sua criação, há seis anos. A ONG teve início em 2015, na cidade de Guarulhos, quando os gêmeos Tácio e Erick Watanabe e o amigo Thiago Salles resolveram transformar o hobby de fazer hambúrgueres em algo que pudesse impactar a vida de crianças sem maiores condições. 


O primeiro evento da HB reuniu em torno de 70 crianças e 50 voluntários. Atualmente, o time já soma mais de 100 mil crianças atendidas em mais de 30 cidades, tanto no Brasil como fora do país, na Argentina, Paraguai, Uruguai, Panamá e no continente africano. 


Com a chegada da pandemia de Covid-19, os eventos, que aconteciam em dias específicos para a distribuição dos lanches, estão tendo que ocorrer de outra forma. Com as restrições de aglomerações, por exemplo, a ONG se adapta e encontra outras formas de ajudar quem mais precisa. "No ano passado. montamos stands em São Paulo e Guarulhos, nos quais pessoas em situação de rua podiam se higienizar e se conscientizar sobre a Covid-19", conta o Head de Comunicação e Entretenimento do Hamburgada do Bem, Ezio Jemma. "Também estamos recebendo doações e organizando pequenos grupos de entrega em comunidades carentes, tudo com a devida segurança. Recentemente fizemos uma entrega de Páscoa em parceria com a ONG SP Invisível", complementa. 


Com mais de cem colaboradores - entre os que têm uma função fixa no projeto - a ONG já consegue montar diferentes times em diversas cidades do país, como Rio de Janeiro, Campinas e Ribeirão Preto. "É incrível ver como temos pessoas espalhadas por aí e dispostas a doarem seu tempo para quem mais precisa. Não só por um sábado ou algumas edições, mas incluem o projeto no dia a dia e trabalham por ele com todas as forças", diz. Além disso, o Hamburgada recebe ajuda da iniciativa privada, de empresas como Mercedes-Benz, Heinz, McCain e a rede Supermercados Nagumo, com auxílio principalmente para compra de produtos para as edições de entrega dos lanches. 


Durante a pandemia, o que mais impactou o projeto foi o fato de não estarem conseguindo fazer as edições normalmente. "Quando o voluntário vai a uma Hamburgada, ele colabora com uma inscrição que permite que uma criança seja atendida no evento e também que nosso trabalho se perpetue. Sem isso, estamos tendo que nos adaptar como tanta gente por aí", explica Ezio. 


Para saber mais sobre a Instituição e formas de colaborar, basta acessar os perfis digitais da ONG no Facebook e Instagram, onde são divulgadas as ações de entrega. Além disso, no site oficial também há a opção de inscrição para uma ajuda perene. 

Veja também

Home office dias das mães
MÊS DAS MÃES

Maternidade, home office e as aulas online dos filhos: saiba como lidar com o novo normal

Vanessa Galvani dá dicas de como tornar esse momento menos estressante

09/05/2021 - São Paulo

artistas plásticos
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Conheça a história dos artistas plásticos mais influentes do Brasil

Anita Malfatti e Tarsila do Amaral são alguns dos destaques

08/05/2021 - São Paulo

plasma covid-19
CORONAVÍRUS

Plasma após Covid-19: doar para combater a pandemia

Taxa de internação caiu em 30% em pacientes que receberam os anticorpos

07/05/2021 - São Paulo