NOTÍCIAS

Maior nadador paralímpico, Daniel Dias mostra força antes da aposentadoria

Até o momento, esportista já conquistou três medalhas de bronze na competição

Por: Larissa Martin
27/08/2021 - São Paulo

Maior nadador paralímpico, Daniel Dias mostra força antes da aposentadoria

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio começaram na última terça-feira (24) e seguem emocionando todos que acompanham de casa. O maior medalhista paralímpico brasileiro, o nadador Daniel Dias, se despedirá das piscinas em 1° de setembro, assim que finalizar a última prova. 


O atleta vem mostrando nos jogos que sua despedida será com pódio e em grande estilo. Dias já conquistou três medalhas para o país, nos 100m livre da classe S5, nos 200m livre S5 e no revezamento 4x50m livre misto 20 pontos, junto de Patrícia Pereira dos Santos, Joana Neves e Talisson Glock. As medalhas já somam 27 em sua carreira profissional. 


Na prova dos 200m livre, o brasileiro finalizou em 2min38s61, cerca de 6 segundos à frente do quarto colocado. O ouro acabou ficando com o italiano Francesco Bocciardo, que quebrou o recorde paralímpico de Dias, com 2min26s76, mas não o recorde mundial - que pertence a ele mesmo. A prata foi da Espanha. 


A natação paralímpica tem cerca de 14 categorias funcionais, que abrangem todas as pessoas com deficiência. Atletas com deficiências motoras, por exemplo, competem nas categorias S1 a S10; deficiências visuais estão contempladas nas categorias S11 a S13; e esportistas com deficiência intelectual, S14. 


Daniel Dias nasceu com uma má formação congênita dos membros superiores e na perna direita (compete na classe S5 desde o início da carreira). Com prótese e incentivo dos pais, o campineiro cresceu experimentando diversos esportes. Mas foi aos 16 anos, assistindo a Paralimpíada de Atenas, que resolveu ser nadador, enquanto assistia Clodoaldo Silva, o "tubarão paralímpico", de quem virou fã. Dois anos depois, Daniel Dias já era campeão mundial no mesmo esporte. 


Daniel em números


O esportista nunca perdeu uma final parapan-americana - foram 24 provas e 24 medalhas de ouro em três edições. A sua melhor Paralimpíada foi a de Londres 2012, quando ganhou todas as seis provas que competiu. Na Rio 2016, conquistou nove pódios, com quatro ouros, três pratas e dois bronzes. Somando com as conquistas - até então - da Tóquio 2020, tem 27 medalhas: 14 ouros, sete pratas e seis bronzes. Daniel não é só o maior atleta paralímpico do Brasil, como também o nadador paralímpico mais vitorioso no esporte. 


Veja também: Dia do Atleta: Arthur Zanetti e Daniel Dias aquecem para Jogos de Tóquio

Veja também

Ideia surgiu após fã mirim reconhecê-lo como “O Menino Sol”
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Cantor Vitor Kley lança projeto musical voltado ao público infantil

Ideia surgiu após fã mirim reconhecê-lo como “O Menino Sol”

17/09/2021 - São Paulo

Theatro Municipal faz 110 anos com programação especial
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Theatro Municipal faz 110 anos com programação especial

Entre os destaques, está o espetáculo-percurso “Fantasmagoria"

17/09/2021 - São Paulo

Altitude Park estreia no Shopping Parque da Cidade
CULTURA & ENTRETENIMENTO

São Paulo Para Crianças: Altitude Park estreia no Shopping Parque da Cidade

É a quinta unidade do parque no estado e a terceira na capital

17/09/2021 - São Paulo