NOTÍCIAS

James Brown completaria 88 anos: relembre a trajetória marcante do rei do soul

O artista arrematou nove premiações, incluindo Grammy e o BET Award

Por: Nicole Defillo
03/05/2021 - São Paulo

James Brown

James Joseph Brown Jr. foi um cantor, dançarino, compositor, produtor musical e multi-instrumentista norte-americano, reconhecido como um dos cantores mais influentes do século XX na música mundial. Durante toda sua vida, o músico vendeu mais de 100 milhões de álbuns e é reconhecido como o rei do soul music. 


Brown foi uma força fundamental na indústria da música, sendo uma inspiração para diversos artistas, como Michael Jackson, e influenciando até mesmo os ritmos da música popular africana, como o afrobeat, juju e mbalax. 


James começou sua carreira profissional em 1956 devido a força de suas apresentações ao vivo e de suas canções de sucesso. Apesar dos vários problemas de sua vida pessoal, o cantor também marcou presença nas questões políticas dos Estados Unidos durante a década de 60 e 70.


O compositor foi conhecido por inúmeros apelidos, incluindo Soul Brother Number One, Sex Machine, Mr. Dynamite, The Hardest Working Man in Show Business, Padrinho do Soul e, principalmente, Rei do Soul.


As primeiras gravações do músico foram composições inspiradas em gospel e R&B, altamente influenciadas pelo trabalho de artistas, como Ray Charles e Little Richard. 


James retornou às paradas em 1958 com o sucesso "Try Me". Este single foi o mais vendido entre os discos de R&B do ano, e se tornou o primeiro de 17 canções que atingiram o topo das paradas pelas próximas duas décadas. No lançamento do álbum "Try Me", o nome do grupo passou a ser James Brown and The Famous Flames.


Por muitos anos, os shows da turnê de Brown eram as mais extravagantes produções na América. Na época de sua morte, sua banda incluía três guitarristas, dois baixistas, dois bateristas e três músicos na sessão de sopro. O artista empregava entre 40 e 50 pessoas para a turnê James Brown Revue, que chegava a 330 shows por ano.


As apresentações de James Brown eram famosas pela intensidade e duração. Seu objetivo pessoal era: "dar às pessoas mais do que elas vieram buscar — fazê-las cansar, porque é para isso que elas vieram". 


O repertório consistia, em sua maioria, de sucessos do próprio artista e alguns covers. Brown dançava vigorosamente enquanto cantava, fazendo passos de dança, entre eles o famoso 'Mashed Potato'. Além disso, os músicos e cantores de apoio (The Famous Flames) apresentavam danças coreografadas, e nas últimas apresentações, a turnê incluía dançarinos. James exibia roupas extravagantes e cabelos perfeitamente cortados que completavam o visual.


Infelizmente, o artista veio a falecer no dia 25 de dezembro de 2006, em decorrência de um ataque cardíaco. Contudo, o reconhecimento por seu trabalho não parou com a sua morte. Desde 2010, James é incluído no Hall da Fama do Grammy e considerado como um dos maiores artistas de todos os tempos. 

Veja também

Home office dias das mães
MÊS DAS MÃES

Maternidade, home office e as aulas online dos filhos: saiba como lidar com o novo normal

Vanessa Galvani dá dicas de como tornar esse momento menos estressante

09/05/2021 - São Paulo

artistas plásticos
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Conheça a história dos artistas plásticos mais influentes do Brasil

Anita Malfatti e Tarsila do Amaral são alguns dos destaques

08/05/2021 - São Paulo

plasma covid-19
CORONAVÍRUS

Plasma após Covid-19: doar para combater a pandemia

Taxa de internação caiu em 30% em pacientes que receberam os anticorpos

07/05/2021 - São Paulo