WELLNESS

Entenda o que são hepatites virais e como se prevenir

Sintomas podem variar entre cansaço, febre, tontura e mal-estar

Por: Larissa Martin
28/07/2021 - São Paulo

Entenda o que são hepatites virais e como se prevenir

Julho é marcado pelo mês da conscientização das hepatites virais. O conjunto dessa doença, que ataca principalmente o fígado, pode provocar consequências graves na vida do paciente. Há diferentes tipos de hepatite viral: A, B, C, D e E. No começo, todos esses tipos não tendem a apresentar sintomas claros e, com o tempo, surge o cansaço, febre, mal-estar, tontura, pele e olhos amarelados, entre outros. 


Segundo a infectologista da Rede D'or Raquel Muarrek, a hepatite é uma inflamação do fígado causada por agentes infecciosos, virais, bacterianos, parasitas, ou por tóxicos, tipo álcool e antibióticos. "Ela causa icterícia, febre, dor abdominal, leva a náuseas e vômitos. Esses principais sintomas são por um subtipo mais comum, que seria a hepatite A. Mas, a B e C podem causar algum sintoma leve também. Na maioria deles, eles são assintomáticos ou, também, considerada uma hepatite silenciosa", diz. 


Confira abaixo a diferença entre os tipos, segundo a doutora: 


A hepatite B é considerada uma hepatite silenciosa, que pode fazer por transmissão vertical, e por isso a necessidade de testagem em gestantes e adultos. Dela, 20% a 30% pode levar a cirrose ou câncer. No caso das crianças que, quando a mãe não é testada na gravidez, elas nascem com o vírus da hepatite B, podendo levar a fórmulas crônicas. De transmissão sexual, passa também pelo parto e na amamentação, quando a pessoa tem replicação do vírus. Existem defesa e prevenção, que seria a vacinação. 


A hepatite C pode ser aguda ou crônica. 60% a 85% leva a cronicidade e, dentre eles, 20% a cirrose, além de um risco de 1% a 5% de carcinoma hepatocelular. Existe na hepatite C uma taxa de cura com 95% com os antivirais com ação direta. Se trata de 8 a 12 semanas de tratamento, com uma excelente resposta. A hepatite C não se transmite pelo leite materno, mas existe a transmissão entre mãe e filho. 


A hepatite D ou Delta, no Amazonas e no Acre é muito comum, mas ela tem que ser co-infectada pelo vírus B. Sempre que você tem hepatite B, aguda ou presente, é preciso pesquisar por uma hepatite Delta.


A hepatite E é comum, mas não no Brasil. É alto limitada e pode ser grave em gestantes. Precisa ser analisada e é muito semelhante a Hepatite A, por ingestão de alimentos contaminados, principalmente em comida de porco. Muito comum na África e Ásia.


A importância do Julho Amarelo é, segundo Raquel, a conscientização para que as pessoas realizem testagens contínuas. "Houve uma queda de testagem de 40% desde o ano passado. Além de uma redução de tratamento de 50%. Existe teste rápido, sorologia e é ideal para todos façam. Não temos vacinas para hepatite C, mas existe tratamento adequado", conta. 

Veja também

Ideia surgiu após fã mirim reconhecê-lo como “O Menino Sol”
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Cantor Vitor Kley lança projeto musical voltado ao público infantil

Ideia surgiu após fã mirim reconhecê-lo como “O Menino Sol”

17/09/2021 - São Paulo

Theatro Municipal faz 110 anos com programação especial
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Theatro Municipal faz 110 anos com programação especial

Entre os destaques, está o espetáculo-percurso “Fantasmagoria"

17/09/2021 - São Paulo

Altitude Park estreia no Shopping Parque da Cidade
CULTURA & ENTRETENIMENTO

São Paulo Para Crianças: Altitude Park estreia no Shopping Parque da Cidade

É a quinta unidade do parque no estado e a terceira na capital

17/09/2021 - São Paulo