Com o “Favela Card”, instituto na zona sul ressignifica a comunidade

Coletivo distribui R$ 100 mil divididos em 500 cartões entre moradores

Com o “Favela Card”, instituto na zona sul ressignifica a comunidade

Por Marcela Marcos


O Instituto Favela da Paz, há mais de 20 anos, realiza no Jardim Nakamura – no Jardim Ângela, bairro da zona sul da capital paulista – uma série de projetos que envolvem arte, gastronomia e até espiritualidade!


Pra mudar o cenário da região que, nos anos 1990, foi considerada pela Organização das Nações Unidas a mais violenta do mundo, o músico Cláudio Miranda de Moura começou a inspirar os moradores por meio da banda Poesia Samba Soul. Ele que, desde a adolescência, presenciava duas realidades distintas – a do contexto onde nasceu e cresceu e também a de um famoso clube de São Paulo onde ele e o pai trabalhavam – iniciou um diálogo com a comunidade e percebeu que havia ali o embrião da transformação social. “Depois de muito tempo fazendo música e produzindo muita gente, a gente percebeu que fazia aquilo para transformar. O Instituto surge pra dar continuidade a um trabalho que o Poesia Samba Soul começou. A gente hoje se organiza aprendendo dentro da comunidade o que é o ‘compartilhar’ ”, contou Claudinho Miranda em entrevista à Alpha.


A partir das iniciativas do Instituto, o artista e sua equipe entenderam que, nas palavras dele próprio, “o ser humano tem muito mais dons do que imagina” e “onde havia música, havia paz”. Não foi difícil notar o potencial dos colegas e moradores não apenas para tocar percussão – atividade desenvolvida um grupo de 50 crianças do bairro -, mas também para a permacultura, gastronomia vegetariana de qualidade etc. É tanta coisa, que o Instituto já representou o Brasil em diversos eventos no exterior. “A gente não sai do nosso bairro hoje pra ir ao centro, porque a quantidade de cultura que se produz aqui na zona sul é imensa”, afirma o cofundador. “Meu pai costuma dizer: você com violão nas costas é amigo de todo mundo. A gente tem a música como um manual de instruções de como viver junto”, arremata o músico.


FAVELA CARD


O Instituto Favela da Paz também se organiza para angariar doações à comunidade – sobretudo agora, em meio à pandemia do Coronavírus. Uma das iniciativas nesse sentido é o Favela Card, que é como um cartão vale-refeição que pode ser utilizado em comércios locais. Nele, cada família tem um valor depositado mensalmente e pode utilizar o recurso para a compra de insumos básicos nos estabelecimentos definidos dentro do próprio bairro.








thumb-1
thumb-1
thumb-1
thumb-1
thumb-1
thumb-1


No último fim de semana, o Favela distribuiu 500 desses cards (um total arrecadado de R$ 100 mil). A Páscoa também ficou mais doce para a comunidade, que recebeu mil pascoattones distribuídos pela Alpha e pela 89 FM.


MINUTO DA BOA NOTÍCIA


Esse conteúdo é uma parceria com o Retrato Social para o Minuto da Boa Notícia, um boletim diário que vai ao ar na programação da Alpha, às 18h30. É um compromisso de levar aos ouvintes informações de boas iniciativas que têm acontecido em São Paulo e em outros cantos do mundo para tornar nossos dias melhores.


Ouça, abaixo, a entrevista na íntegra com Claudinho Miranda sobre o Instituto Favela da Paz.


r