REDES SOCIAIS


BIOGRAFIA

 

Integrantes: Philip Oakey, Joanne Catherall, Susan Ann Sulley, Ian Craig Marsh, Martyn Ware, Philip Adrian Wright, Ian Burden, Jo Callis, Jim Russell

Origem: Sheffield

País: Inglaterra, Reino Unido

Gênero(s): pop, synthpop, new romantic

Período em atividade: 1979-2011

Antes de mergulhar nas ondas do synthpop, o Human League já investiu em som mais denso e experimental. Isso foi em 1977, no início da escalada do grupo de Sheffield fundado por Martyn Ware e Ian Marsh ainda se chamava The Dead Daughters – e depois The Future.  O primeiro disco teria Colin Thurston a bordo, que na sequência se associaria a projetos maiores, como a estreia do Duran Duran. A grande mudança ocorreria logo no segundo álbum, com a saída de Ware e Marsh para o Heaven 17, deixando o Human League com Pillip Oakey e Adam Wright. Agora com vozes femininas e o teclado de Ian Burden, o grupo emplacaria o 1º lugar no Reino Unido com ao terceiro álbum, Dare (1981). Após Hysteria, o grupo tentava produzir o quinto disco, sem obter o que esperava no estúdio. Foi a deixa para os produtores Jimmy Jam e Terry Lewis comporem “Human” que se tornaria o maior hit do grupo e faixa principal de Crash (1986). Ian Stanley (ex-tecladista do Tears For Fears) entraria em cena para produzir Octopus, que seria o último trabalho do grupo até Secrets (2001). Dez anos mais tarde, o grupo retornaria com Credo, álbum que se destacaria em mercados europeus, como o belga.

MAIS ARTISTAS

Todos os artistas

r